quarta-feira, 7 de março de 2012

Tefana vence e é o novo líder do Grupo A da O-League!

  Por João Victor Gonçalves


  O futebol taitiano vive um de seus melhores momentos em competições internacionais da OFC. Nunca uma equipe polinésia esteve tão perto de alcançar as finais da O-League como o Tefana. Mostrando constância ao atuar em Faa'a, o quadro auri-verde não deu chances ao Mont-Dore e bateu os caledonianos no clássico francófono da competição. Aliado a uma vitória do Ba sobre o Waitakere, os "arqueiros" conseguiram, enfim, assumir a liderança da chave.


Labayen (Tefana, amarelo) persegue atleta do Mont-Dore (branco)


  Contando com o apoio de sua torcida, o Tefana partiu pra cima do Mont-Dore desde os primeiros minutos de jogo. Mas, mostrando certa consistência defensiva, o quadro caledoniano conseguiu segurar o ímpeto dos locais durante toda a primeira etapa. O grande número de falta dos rubro-negros juntamente com as intervenções eficientes do arqueiro Wachou pesaram em favor dos "cagous".


Arqueiro Wachou (Mont-Dore) faz boa intervenção


  Todavia, a eficácia dos atacantes amarelos mostrou-se diferente na segunda etapa e, logo aos dois minutos, Roihau Degage mostrou toda sua tranquilidade para abrir o placar para os locais. Atrás no placar, o Mont-Dore passou a pressionar mais, abrindo importantes brechas no sistema defensivo, que possibilitaram bons contra-golpes para os taitianos. Numa dessas jogadas, o árbitro fijiano Andrew Achari viu pênalti a favor do time da casa. Na cobrança, Chang Koei Chang decretou o placar final de 2-0. Antes do término da partida, o Mont-Dore chegou a ter um tento anulado, o que contribuiu para a manutenção do marcador. Os três pontos levam os campeões taitianos à liderança da chave, com 10 unidades; o Mont-Dore continua na lanterna, com apenas um ponto ganho.


Disputa de bola levanta "bolinhas de borracha" do gramado sintético do Estádio Louis Ganivet, em Faa'a


  No outro duelo da chave, o Ba não deu chances aos atuais campeões neozelandeses e, em um bom jogo, bateu o Waitakere United por 3-2. O duelo era cercado pela expectativa de ambas as torcidas, já que a vitória deixaria o Waitakere em situação confortável, dependendo apenas de si para conquistar a vaga na última rodada. Já para os "homens de preto", apenas uma vitória manteria vivas as chances de qualificação à grande final.


Neozelandeses do Waitakere (foto) não encontraram vida fácil jogando no Govind Park


  Necessitando da vitória, as duas equipes travaram um jogo truncado nos primeiros minutos, com as ofensivas dos locais sendo duramente paradas pela defensiva neozelandesa. Explorando os contra-golpes, o Waitakere chegou ao primeiro gol num dos pontos fortes da equipe: a bola aérea. Após cobrança de escanteio, Matt Cunneen subiu mais alto que a defensiva fijiana para testar com firmeza, abrindo o placar. Todavia, a reação da equipe da casa foi rápida: cinco minutos depois, Remeuru Takiata, em um chute sem maiores pretensões, surpreendeu Danny Robinson, igualando a contagem.


O experiente Vakatalesau (Ba, preto) deixa defensor neozelandês no chão após drible desconcertante


  Jogando em sua terra natal, Roy Krishna tentou mostrar serviço frente seus conterrâneos, criando boas oportunidades no final da etapa inicial. O dia, porém, não era do melhor jogador fijiano e o jogo foi pro intervalo empatado. Na volta, o Ba mostrou maior disposição nos primeiros minutos e, aos seis, Jone Salauneune completou bela trama, iniciada nos pés de Tiwa, virando o marcador. 22 minutos mais tarde, a vitória dos "homens de preto" foi sacramentada com Kanihewe, que havia entrado quatro minutos antes. Pouco antes do fim da partida, o "reserva artilheiro", Lovemore, deixou sua marca a favor dos campeões neozelandeses, mas não foi nada que pudesse atrapalhar a festa da torcida do clube mais tradicional de Fiji.


Salauneune (28, Ba) tenta drible sob olhar atento de Malakai Tiwa (16, Ba)


  A vitória mantém o Ba na 3ª colocação, mas agora com os mesmos 9 pontos do Waitakere United, perdendo no saldo de gols. Na última rodada, a equipe recebe em casa o Tefana; em caso de vitória dos visitantes, o quadro taitiano fica com a vaga na grande decisão. Caso vença, o Ba terá de torcer por um tropeço do Waitakere ante o eliminado Mont-Dore para ficar com a vaga, já que tirar a diferença de 15 gols de saldo para os alvirrubros em caso de vitórias de ambas as equipes parece algo impossível.


  Confira a classificação do Grupo A da O-League:


Grupo A
J
V
E
D
GM
GS
P
1
AS Tefana
5
3
1
1
10
12
10
2
Waitakere United
5
3
0
2
17
6
9
3
Ba FC
5
3
0
2
7
11
9
4
AS Mont-Dore
5
0
1
4
2
7
1

  Fonte das Imagens: OFC

Um comentário:

  1. Torço muito para o Tefana chegar ao Mundial de Clubes!

    ResponderExcluir